Em um compromisso sério... comigo mesma.

February 20, 2018

 

Um tapa na cara seria mais bem vindo do que a constatação de que eu vivi boa parte da minha vida adulta, se não toda ela, perseguindo um sonho. Eu criei e alimentei a farsa, dei a ela uma máscara bonita, batizei de destino e, com uma teimosia que beirou a ingenuidade, deixei essa ilusão me governar a ponto de não enxergar mais alternativas. 

 

Eu, por anos, estive fadada a morrer de amor. Não sei quem eu mato primeiro: o romantismo ou a ingenuidade que me puseram de quatro implorando por migalhas. Por causa deles passei por cima da realidade, construí castelos de areia, fiquei surda pros bons conselhos, ignorei a prudência e pintei a mentira de cor de rosa. Tipo: foca no erro, tampa o sol com a peneira, continua carregando a água na bandeja, segura na mão do nada e vai, vaaaaiii minha filha. Vai e se estrepa com força. 

 

Aquela música do bebum tinha de ser adaptada pra minha pessoa: se ferrar, cair e levantar. Agora repita esse refrão um milhão de vezes e você acaba de ter um resumo da minha história de vida. Porque até então, pra mim, um erro tinha de ser vivido e revivido inúmeras vezes só pra eu ter certeza que eu tava mesmo errando. Tem gente que chama isso de esperança. Eu chamo de burrice mesmo.

 

Pois hoje eu enterro meus sonhos por pura questão de sobrevivência. Meus sonhos quase me destruíram. Estou vivendo um momento funeral. "Luto" por mim mesma com duplos, triplos e múltiplos sentidos. Meus pés estão enterrados com uma âncora pesada para que nunca mais flutue para fora da realidade. Não sou mais a bosta de um balão a gás pra me deixar levar. Daqui pra frente eu estou num compromisso sério comigo mesma. Me dedico toda a honra e toda a glória. Até que a vida me resgate. Amém!!!!!!!!!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Senta aqui. Vamos falar dos nossos defeitos.

February 21, 2018

1/3
Please reload

Posts Recentes

February 21, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags